Topo

sábado, novembro 07, 2015

Cara e Coroa - Do meio ao fim.

Era uma tarde de sol escaldante. Os carros insistiam na lentidão e o trânsito me irritava profundamente. Eu estava atrasada para encontrá-la. Eram 12 anos de história que relutavam em passar como um filme pela minha cabeça.
O caminho até o aeroporto estava tão longo quanto aqueles doze longos anos de distância. Cheguei atrasada e ela me esperava com uma mala gigante e uma mochila nas costas. Encostei o carro e minhas pernas tremiam, não conseguia sair do carro. Consegui. Mala dentro, corpos abraçados timidamente e silêncio. Um silêncio familiar, gostoso, inseguro. Eu só queria reparar em cada detalhe dela. Eu não podia, o trânsito não deixava.
Chegamos no restaurante, sentamos uma de frente para a outra. Foi lindo!
Cada detalhe, cada pinta visível, cada jeito de movimentar, segurar o copo, os talheres, o celular. Era real. Nosso papo era intenso, como de duas vizinhas que se reencontram depois de anos sem se falar, muito familiar.
Aquele dia dormimos juntas, agradeci a Deus por ter realizado um dos meus maiores sonhos. Ela estava bem ali do ladinho. Nem nos tocamos. Sentir sua respiração me bastava. Adormecemos.
De lá pra cá, amor, beijos, peles, sexo, intimidade, flores, carinhos, cuidados,criticas,crescimento,melhoras,compreensão, entendimentos, saudade, distância, encontros, sabores, churros, pastéis, ambrosia, pés na cama, escovar de dentes, café da manhã, selvageria, calmaria, fogo, calor, mais amor.
E quando a saudade mais matava do lado de cá....um encontro, uma traição e um recomeçar.
Eu só me perguntava: Onde ofereci pouco? Onde não fui suficiente?
Os dias passaram. Eu lutava com a saudade, armada de insegurança.
E quando um abraço ia, enfim, me bastar:
Um surto.
12 anos se derreteram em 6 meses.
E com calma, depois de ficar duas horas de castigo, resolvi seguir o ritmo dela. Eu precisava respeitá-la até o fim.
Eu fiz a minha parte, a dela, a nossa, a dos filhos que não vieram, do futuro que não chegou.

- Fim -

by Louise às 1:45 AM 0 Comente aqui

domingo, fevereiro 27, 2011

O Testamento da lagartixa


Eu queria uma casa com paredes recheadas de pregos.
Eu queria uma casa construída com as lembranças.
Eu queria um labirinto com paredes cheias de pregos para ali me perder.
Eu queria uma caixinha para guardar as gravuras que tenho ampliadas na minha mente.
Eu queria um flash perto dos meus olhos para clarear tudo o que eu vejo.
Eu queria um poço para buscar as minhas lágrimas com balde e metros de corda.
Eu queria ver lembretes de você em cada fração de olhar.
Eu queria tanto
Eu queria sim
Eu queria.

Prego não machuca, não é espinho. É apoio. Segura quadros
(imagens, gravuras, lembranças, sonhos, recortes, desenhos, carvão, papel, tesoura, pedra)
Prego me faz perder o chão. Me deixa no alto. Ilumina. Decora. Descobre.
Prego não é flash, poço, olhar.
Prego é Balde.
É ápice.

Ahhhh como eu queria pregos na parede que eu pintei para homenagear a página que você ajudou a construir naquele livro meu da vida. É domingo e a rua do comércio está parada, as portas cerradas e eu ali intacta, muda e nula. Volto para casa sem pregos na mão. Sem nada no chão.
A parede que eu vejo continua sem pregos. Meu corpo forma um paralelo de referência e a sombra marca o reflexo da luz...sim, estou de pé diante o vazio deste amontoado de tijolo e tinta limpa.
Fecho os olhos e o reflexo que vejo vira filme. É preto e branco ainda. Bonita história para prêmio master de curta-metragem. Meados de conquista ao findar do desejo. Desânimo, sensibilidade usada para expressar o Não.
Intensidade no prazer, suavidade no caminhar, saudade no verbo, erro na longitude, pecado de amplitude.
Foi assim...como num pé de valsa, a dança mais bela já vista. Na cabeça, talvez o tango...a tal da quimera. Nem lá nem aqui sei expressar o que sinto não viver.
Eis o agora sendo intenso. Para o amanhã basta os problemas próprios do que será.
Frase última...perfeita para quem não soube desenhar a clareza.
Perdi o que era plano.
Plano que são traçados, traços, desenho.
Palavras sem encaixe
Encaixe perfeito pra mim
Escravos do tempo
O medo.


Eu fui.

Você...

Não mais...


Aqui.


Eu queria.

[Confesso]


Escrito por: Louise Moreira

Ao som de: Sweet Destiny - Sister Hazel
Degustando: Suco de maçã c/ malboro light



by Louise às 4:19 PM 0 Comente aqui

segunda-feira, janeiro 31, 2011

Sweet delícia


A vida passa e eu sinto isso quando percebo os passos dos meus relacionamentos.

Outrora sabia eu que gritar para o mundo em uma exposição impactante era tudo o que precisava...

Hoje a delícia da calmaria e as luzes apagadas dos bastidores enfeitiçam o que dentro de mim borbulha...


Gosto do prazer do sabor

Aprecio o belo por sua ficção

Agonizo de tesões e outros ões

Vivo e regozijo

Não tão só

Tanto quanto

Um mundo tanto!


Ao som de: Paper Aeroplane - Angus and Julia Stone
Degustando: Coca zero com gelo



by Louise às 3:37 PM 0 Comente aqui

sábado, setembro 11, 2010

O desenho das maçãs


Quando eu falo que amar não é para mim, imediatamente me mandam bater com a mão três vezes na madeira ou virar "essa boca pra lá" ..... e cá entre nós...nunca adiantou de nada!

Sabe o tal do propósito e/ou sina que você tem na vida?! Absolutamente o propósito de ser feliz com o outro ou ser a sina de alguém....não me convém!

Eu juro que não estou sendo pessimista...é concreto e extremamente baseado em fatos reais! A minha tampa da panela, meu chinelo ou outra metade da laranja foram abduzidos...ou então eu nasci inteira e não metade.

Prefiro acreditar nisso.

Não que Deus tenha conseguido criar um ser humano perfeito....mas ele esqueceu de me separar de mim....um defeito de fábrica... uma incongruência qualquer...pois a minha cara metade sou eu.

E vou falar uma coisa muito séria agora: Eu me contento com isso, aliás, eu sou muito feliz assim.

Tá....cansei de tentar acreditar que eu tenho uma outra metade. Já tentei

uma,
duas,
três,
quatro,
cinco,
seis,
sete...

infindas vezes e cá estou eu....de um lado a cara e do outro as costas....pq a coroa...bom, a coroa...não existe!

Eu gosto de comparar minha vida afetiva com o sol e a lua...eles estão lá no céu....cada qual ao seu tempo....cada um com seu jeito de surgir, permanecer ou simplesmente partir e voltar no dia seguinte...quando a terra girar e girar...

Eu vou, vou, vou, e volto, volto, volto....

Não, não é uma gangorra a minha vida...ela só gira em torno de si e ponto.

Por isso tantas vezes magoarei, entristecerei, escurecerei e farei tantos "eis" e "ex" perpetuarem.


É tudo sempre novo de novo, é jogar onde sempre cai...

Então....

Vamos mergulhar, mergulhar, mergulhar, ar, ar, ar

Ar.


Ao som de: Paulinho Moska -Pensando em você
Degustando: Malboro light com Mineirinho sem gás.

by Louise às 2:48 AM 0 Comente aqui

sábado, junho 19, 2010

Amor de novela

Eu sei lá quem eu sou....mas quando estou diante de ti, algo se transforma em mim!

Eu vejo....em outros olhares, uma paixão infinda por você, um afago, um desejo, um afeto sem desapego e me pergunto se faço parte destes olhares.

Percebo que você perdeu de vez a essência do amor....sei lá se foi por decepção ou ilusão, ou porque simplesmente nunca acreditou nele....

Amor de novela existe e é real.

O que eu sinto por você é um prazer, uma vontade incomum de viver!

Eu vejo filhos, flores, espinhos, nuvens carregadas + eu vejo algo em você.

Talvez a diferença entre o que eu vejo e os outros olhares está em como eu te vejo, em como você é e em como vc age.

Pode ser que nunca nos encontraremos como pessoas, carne e vontade.

+ o fato é que você prevalece em mim de alguma forma.

E isso é incomum.

by Louise às 7:42 PM 0 Comente aqui

quarta-feira, maio 26, 2010

E N C A N T O


Ahhhhhhhhhh o Encanto!

Sempre acreditei que o instante de encantamento é o pause do tempo para se preparar para o amor.
É o exato momento de reflexão entre o que você é hoje e o que você será amanhã quando seu coração estará carregado, quase transbordando de amor.
Não se trata de paixão, muito menos de ilusão. É um estado. De observância, talvez.

Eis o ponto de partida ou o ponto final.

Existem pessoas que passam inoperantes pelo encanto, se esbaldam de paixões e ilusões e se corroem de amores sofridos e quase impossíveis.
Eu não quero isso para mim. Quero apenas parar e perguntar: É aqui o amor?
E então vivê-lo em abundância.

Sim, estou em um estado de observância agudo. Tenho tido dias de encantamento tão exaustivos quanto aqueles dias de amores platônicos. Mas sei bem e bem sei que se trata da preparação para o que eu quero que se transforme em amor.

Pisando em ovos, descendo em Marte ou flutuano na lua, são as amostras corretas do incômodo que em mim, perpetua.

É uma certeza...o encantamento não é solitário! Ele é compartilhado direta ou indiretamente.

Fator esse que abafa a ansiedade desse meu pausar de vida intensa. Tudo isso porque eu necessito de respostas justamente de quem me confunde.

Cada sinal, cada olhar, cada toque, cada pulsar, cada arte do seu jeito, causa em mim um estrondo, um boom que faz criar uma constelação de estrelas....nada mais que a construção de quem e do que você é para mim.

Seria simples a clareza das intensões mas o que é melhor que o mistério que se carrega?

Eu poderia resumir todas essas palavras incoerentes em uma só frase: É o medo de amar.

Mas generelizar seria deixar de lado o encanto....

e o encanto é mais que amor para mim, é tudo o que eu tenho de você em mim.

Se amanhã ou depois eu parar de pensar e sentir dessa forma...

O ponto final prevalecerá....

+ se eu encontrar as repostas que eu procuro...

Mais que um ponto de partida...

Encontrarei a sina desse dom

e o tempo desse tom.

Ao som de: Mar e Sol - Gal Costa
Degustando: Coca-Cola sem gás


Sentimento no mundo: "Amor sem temor, olha o que eu olho... me olhar"

by Louise às 11:27 PM 0 Comente aqui

sábado, abril 24, 2010

Epitáfio

Haverá um dia que vocês vão olhar para mim e eu não poderei levantar meus braços para um aperto de mão...
Haverá um dia que vocês vão olhar para mim e eu não poderei soltar aquele sorriso que eu adoro...
Do pó eu surgi.....e é pra lá que retornarei e mais cedo ou mais tarde teremos que compreender isso...é o ciclo natural da vida!
E eu não quero que vocês olhem para mim quando eu não mais puder olhar para vocês...
Eu não quero que lamentem a minha morte...
Eu só quero que que comemorem a minha vida!
Aplaudem....
Sorriem...
Coloquem uma rua, um monumento ou uma praça no meu nome....
Façam um discurso honrando a felicidade que eu trouxe para o mundo...
Se chorar que seja de saudade e não de dor...
Se se perderem....que seja nas lembranças do tempo que fomos felizes...
Se sentirem medo...lembrem da coragem que eu tive...
E vida....hoje, sempre e avante!

Escrito por: Louise Moreira
Ao som de: Everything - Lifehouse
Degustando: Calice de Marcus James 1997

by Louise às 4:16 PM 0 Comente aqui

quarta-feira, dezembro 30, 2009

Cara e Coroa I


Em um dia qualquer, em um lugar inesperado, em um jogo sem jogadas magníficas...sem tacadas certeiras....encontrei a outra face da moeda.

Tímida, modesta, crua...entrelacei a cara e a coroa de tal forma que a vontade de ambas as faces se tornar apenas uma era tanta....tanta....que o ouro da moeda não aguentou...e o destino traçou a cara e a cora em uma vida eterna de ligações sem jamais se verem!

Houve tempos de chuva, de sol, de glórias, de derrotas, de saudade, de distância, de necessidade, de história, de lenda, de mentiras, de verdades....

E lá estavam elas...juntas por toda a eternidade...sem jamais se tocar, se ver....apenas sentindo!

"...e a gente fez o nosso futuro quase quebrando o nosso mundo..."


"Se fosse só sentir saudade Mas tem sempre algo mais Seja como for É uma dor que dói no peito Pode rir agora Que estou sozinho Mas não venha me roubar..."


Degustando: Suco de Manga com Maracujá
Ao som de: Alanis - Incomplete


Sentimento no mundo: "Amanhã é longe demais pra quem não tem a eternidade"

by Louise às 12:15 AM 1 Comente aqui

quarta-feira, junho 10, 2009


Por onde anda a crise?

Para aqueles que acreditaram que a gripe suína seria a tampa da panela da mais recente crise econômica mundial, acertaram em cheio. Nunca se falou tanto em máscaras e número de pessoas infectadas pelo vírus H1N1. Acredito que se existir uma pesquisa detalhada, o número de vendas de máscaras para a proteção do vírus deve ser bem maior que o de empregos perdidos pelo mundo inteiro durante a crise.
Enquanto as multinacionais anunciam as demissões em massa, o governo analisa o déficit da balança comercial e os economistas calculam os prejuízos, a sociedade brasileira tenta encontrar dentro de sua casa e/ou empresa o reflexo da crise econômica, em vão. A dona de casa que sempre namorou àquele fogão de seis bocas conseguiu realizar o seu sonho, assim como o jovem empresário que trocou seu carro usado por um Zero Km. Se o governo está incentivando, ou não, o crescimento econômico neste período de instabilidade, o que importa é que o brasileiro está encarando a crise como Oportunidade.
Oportunidade essa, perceptível quando, as exportações brasileiras à China cresceram 65% no primeiro quadrimestre de 2009 em relação ao mesmo período do ano passado, assim como o governo do Estado de Goiás informou, na semana passada, que as empresas goianas tiveram o melhor resultado dos últimos dez anos, exportando 300 milhões de dólares, e até mesmo quando houve um crescimento de 32% das operações de importação para Goiás, segundo os dados do departamento de comércio Exterior da Associação Comercial do Estado de Goiás.
Assim como as autoridades têm trabalhado com afinco para controlar a situação da gripe suína, as empresas privadas nacionais têm conseguido, diante a crise, driblar o medo que assola o sistema econômico brasileiro e apesar da recessão técnica sugerida pelo ministro Mantega, na tarde da última segunda-feira, a tendência do país é fechar o ano com um crescimento de 3 a 4% superior ao do ano passado.
De qualquer forma, um conselho a ser dado ao cidadão brasileiro, é continuar, quando necessário, usando as máscaras para a proteção do vírus H1N1, pois quem sabe assim, ela também os protege desse vírus do medo da crise que nem se sabe ao certo por onde anda.


____
Louise Moreira

Publicado pelo Jornal Diário da Manhã 21/05/2009

by Louise às 2:24 PM 1 Comente aqui


A NECESSIDADE DO BRASIL EM SER REI

A modesta participação, em torno de 1%, do Brasil nos fluxos globais de comércio não faz jus à bela história do comércio do país. História essa que teve início após o descobrimento do Brasil, uma vez que esse acontecimento se deu justamente por conta da exploração das matérias primas aqui existentes.
Seja para temperar a comida européia com suas iguarias ou para ser a sobremesa (através do açúcar, café e cacau), seja para enfeitar as madames com o ouro e as pedras preciosas, ou para transportar milhares de estrangeiros diariamente dentro das aeronaves da Embraer, o fato é que somos um país com uma capacidade infindável de riquezas naturais e produtos de biodiversidade, além das tecnologias de ponta, e, por isso, carregamos nas costas, mais de 500 anos de história de remessas de produtos genuinamente brasileiros para o mercado externo.
Após a queda da teoria do mundo com sua trilogia primeiro, segundo e terceiro mundista, assim como a indelicadeza da ordem internacional voltada do Norte para o Sul, seguido pelo favorecimento comercial Norte-Norte e até mesmo pela política externa brasileira petista com enfoque na ideologia Sul-Sul, o que se percebe é que o Brasil tem mantido a eterna condição de país do futuro.
Infelizmente, ser um imenso produtor e competitivo fornecedor de commodities é ser marionete dos centros econômicos, que, possuem em sua totalidade, o controle dos preços desses produtos e, por conseguinte, ditam o futuro do desenvolvimento da semiperiferia e da periferia mundial.
Adotar a política “um por todos e todos por um” não vai emergir o Brasil da marginalizada posição em que se encontra dentro do cenário econômico internacional. Se tornar um grande ator regional e global dependerá da continuidade de seu processo de desenvolvimento interno e suas reformas político-econômicas.

______________
Louise Moreira
Publicado pelo Jornal Diário da Manhã 14/05/2009.

by Louise às 2:18 PM 0 Comente aqui

terça-feira, março 17, 2009

Volver

A impressão que estou tendo agora é que não se passaram quase 13 meses desde a última vez que escrevi aqui....

Ao ler o último texto... confesso que não recordo da situação turbulenta pela qual estava passando...um tanto quanto revoltada com a vida e com as pessoas, mas é engraçado como minha vida ficou direcionada nesse ano que passou de acordo com o propósito do que está escrito nesse texto!

Muitas pessoas se foram....pessoas que eu jamais imaginaria que um dia sairiam da minha vida....

Tantas outras pessoas entraram e mais uma vez sairam da minha vida....

Algumas permanecem....leais e fiéis....enfim, verdadeiramente!

+ hj eu não voltei para falar sobre isso....

Voltei pq tava c saudade de escrever....

Voltei para fazer uma viagem no tempo e relembrar as minhas crises e felicidades do passado!

Boa vida a todos!

Ao som de: Sober - Staind
Degustando: bala de caramelo

by Louise às 5:25 PM 0 Comente aqui

segunda-feira, fevereiro 25, 2008

Já é hora de Acordar


Aiiiiiiiiiiiiiiii essa tal de Ansiedade!!

Hoje é só o primeiro dia do resto das nossas vidas!!!

É o pause, o tentar e o vencer!!!!

Que delícia de animação!

Que difícil o primeiro passo para as minhas mudanças!

+ é isso!! Ou vai....ou pára....para sempre!

"...eu vejo cores, eu vejo flores...é o que eu vejo dentro de mim...
...eu tenho sonhos e não escondo o que sinto dentro de mim..."

Vamo que vamooooo!!!

Escrito por: Louise Moreira

Ao som de: Sonhos (Valéria Costa)
Degustando: Trident tuti-frutti

by Louise às 3:33 PM 8 Comente aqui

sábado, fevereiro 23, 2008

Divisor de Aguas


As vezes é preciso olhar para dentro de si...e tentar se reconhecer...quem sabe até mesmo...SE CONHECER!

Hoje eu fiz isso...olhei pra mim e não me conheci...muito menos reconheci!!

Então eu não tenho vida? Não tenho personalidade?

Tenho sim....+ chegou a hora de busca-la!!!

Está escrito na bíblia que HÁ TEMPO PARA TUDO!

Por isso... a partir de agora...sai de cena o EU que eu nao reconheço...

e entra em cena o pause do que serei!!!

Mil desculpas se perderei você ou vocês durante a minha jornada

+ quem é de verdade...quem me ama... sabe que é o melhor q estou fazendo pra mim!!

E então...vc ou vcs...perdurarão!

Precisarei de muita força, de oração e de positividade!

Peço licença para partir...

Até um dia!!

Escrito por: Louise Moreira


Ao som de: You learn ( Alanis Morissete) Degustando: Bono de Morango

Sentimento do Mundo:

"Todos os dias faça algo que lhe ajudará no encontro dos teus objetivos"

by Louise às 11:03 PM 0 Comente aqui

quarta-feira, fevereiro 20, 2008

Por essa visão






Do todo que meu olhar já sentiu, foi o choro sentido da realidade!

Da realidade para as lentes do que marca...

Sinta, escute, olhe, toque e cheira um pouco da nossa terra.





















































Escrito por: Louise Moreira
Fotos: Louise Moreira



Ao som de: Sober - Staind
Degustando: Agua com Beringela

by Louise às 1:16 PM 0 Comente aqui

terça-feira, fevereiro 19, 2008

Desajustes


A Tranquilidade está na alma.

Existem tempos de quietidão e tempos de luta. O fato é que o cansaço não precisa de corpo e muito menos de exercício. A contradição está no espírito e por isso enfermidades como estresse e depressão fazem rima com a correria do dia-a-dia.

Se correr é alcançar o sucesso, é burlar o tempo e até mesmo atingir o poder, a correria deveria ser saborosa e o cansaço seria tranquilidade...

Ah o ócio! Aquele que paraliza os ossos e negativa o tempo. O doutor da inquietidão no marasmo do nada. Também causador do cansaço de não fazer o cessar dos ponteiros ou dar corda para o pulso.

É a vida, é o tempo, limite da mente!

É a causa da serenidade...

O doce do tranquilo...

A paz que busco!

É existir

e é Ser!



Escrito por: Louise Moreira


Ao som de: Marvada Pinga - Inesita Barroso
Degustando: Trident Menta c/ recheio de Melancia

by Louise às 12:49 PM 0 Comente aqui

domingo, janeiro 27, 2008

A ROSA


Já faz algum tempo que plantaram dentro de mim uma semente. Enquanto não brotava, meu coração estranhava aquele corpo novo sem sentido, sem razão e sem porquê. Por defesa foi criado ao seu redor uma bolha, suposta proteção para evitar alguma inflamação.

Totalmente isolada dentro de um ser, aquela semente foi criando vida, enraizou e fez daquela bolha o seu mundo. Sobreviveu a várias tentativas de ser expelida pelo próprio coração, se fortalecendo cada vez mais.

A sementinha cresceu tanto que a bolha protetora estourou fazendo suas raízes percorrerem pela corrente sanguínea, instalando assim por todas as partes do meu ser. Encontrou dentro da minha cabeça um terreno fértil e ali mesmo criou uma plantação.

Incrívelmente minha cabeça também não reconheceu aquela invasão e começou a brigar contra. Sensações de alucinação e loucura fizeram da minha vida um caos. era tarde demais. Perdi o controle total da minha mente e do meu coração. Sai da linha da razão e dei um salto para a ilusão.

Por tempos vivi sobre esse domínio até que veio a colheita, pequena,rápida e intensa. O próprio tempo se encarregou de colocar tudo em ordem dentro de mim novamente. Limpou toda a área devastada, regou o terreno cerebral, levou de volta para o coração uma muda do que sobrou, construiu uma bolha 429,4 vezes mais resistente, plantou a muda, adubou, colocou uma porta para a bolha e deixou as chaves dentro.

O tempo se preocupou ainda em sentar com meu coração e convencê-lo de que aquela plantinha ali seria uma excelente inquilina, jamais atrapalharia o restante da comunidade que ali habita. Ela só precisaria viver em paz.

Assim a mudinha recomeçou a sua vida tranquila e serena. Hoje ela tem um relacionamento amistoso com o coração e com o cérebro. De vez em quando ela viajava até o cérebro para pegar um pouco de sol, fortalecer e retorna tranquilamente para o seu lar. A porta da bolha sempre fica aberta para todo o coração e dessa forma ela tem vivido em paz.

A plantinha aprendeu que não precisa de uma plantação para se firmar. Percebeu que a loucura e a pressa não são adubo para o seu crescimento. Descobriu que pode dar frutos sem serem forçados desde que tenha toda a calma para com o tempo, afinal de contas, ele é o seu melhor amigo e é também quem lhe dará na hora certa os melhores frutos.

Aquela sementinha que nasceu dentro de mim, chamada amor, sabe que não é passageira e que se o tempo permitir, ainda vai lambuzar um outro coração com o doce destes frutos.


Hoje, Sempre e Avante.



Escrito por: Louise Moreira


Degustando: Guaraná Mineiro e Malboro light
Ao som de: Vapor barato-Zeca Baleiro

Sentimento do mundo:
"...Enquanto eu respirar, vou me lembrar de você..."

by Louise às 4:46 PM 0 Comente aqui

quinta-feira, novembro 08, 2007

ser

É ousadia perpetuar...

é covardia ser breve...

é dia é dia e é dia

de Sobreviver

De cantar

de saborear!

é mundo....é viés e é perdição


é isso e é aquilo....


sou eu!!

apenas eu.


Sentimento no mundo: "estar saudável e saltitante no contexto da vida"

Ao som de: Love in Vain - Eric Clapton
Degustando: Catarro da minha gripe!

by Louise às 1:46 PM 0 Comente aqui

segunda-feira, setembro 10, 2007

ele e o tempo.

Ai,ai,ai....


primavera chegando...


mãos suando....


coração acelerando....


hora aproximando....


Dessa vez...


ele


eu


o tempo...


rascunho....


do nosso tempo....


da nossa história....


daquela amizade.....


que um dia foi vitória...


Agora vai...

Ou pára...


Para sempre!


Ao som de: Sim - Nando Reis

degustando: agua morna.

by Louise às 7:16 PM 0 Comente aqui

terça-feira, agosto 28, 2007

Ao chão - primaveras


Todas as vezes que venho aqui é para me encontrar...


+ dessa vez é diferente....Achei que nunca mais fosse voltar...+ senti saudade do que eu ja fui um dia...


Cada texto que está aqui representa uma época marcante na minha vida...


Desde a última postagem...em fevereiro...minha vida teve momentos extremamente marcantes... só nao registrei todos eles pq decidi deixar de ser amostra de vitrine e passei a ser estoque...


Resolvi ter qualidade....existir....por mim....e para mim.


É incrível como as coisas mudam....como as histórias bonitas da minha vida hoje são simples relatos...


Como tudo ficou tão diferente e como e como e mais comos....


As minhas frases fazem parte de outros amores hoje...


Ou de outras ilusões...


Os meus amores....todos...descritos aqui....são donos e fiéis de outros amores....


ou de outras ilusões...


Com um pouquinho de esforço teria dado certo...afinal: QUEM NAO SABE O QUE PROCURA...NAO PERCEBE QUANDO ENCONTRA....


+ a verdade é que todo fim é belo e incerto...


E todos os meus amores chegam ou se vão na primavera...


e por isso...finalmente...


Eu estou feliz e em paz.


e não há lugar melhor no mundo....do que aquele em que minha vida faz parte hoje!


Não....eu não desisti de amar...


apenas comecei a retribuir.


"... E eu olho pra isso tudo aqui q foi escrito...

e me fortaleço...

E descubro que não foi normal...que foi ímpar...

E Que pode ser mais ainda...

Hoje, sempre e Avante."


(Fevereiro 12, 2007 - Música faz de uma trilha, vida! )



Autor Desconhecido



Ao som de: Lisbela - Los Hermanos

Degustando: Agua fria




by Louise às 7:10 PM 1 Comente aqui

segunda-feira, janeiro 29, 2007

E os versos não seguem a rima


hoje eu estou sem palavras...
hoje eu to tentando acreditar nas minhas decisões e consequentemente nas minhas renúncias...
hoje eu não queria sentir saudades...
hoje tão somente hoje...as músicas falam pra mim! Me aconselham e me ajudam a ficar de pé...
Hoje eu estou mais leve...
Hoje eu não estou feliz... + amanha eu vou ficar...
Hoje eu entendo isso:

Perdi vinte em vinte e nove amizades
Por conta de uma pedra em minhas mãos
Me embriaguei morrendo vinte e nove vezes
Estou aprendendo a viver sem você
Passei vinte e nove meses num navio
E vinte e nove dias na prisão
E aos vinte e nove com o retorno de Saturno
Decidi começar a viver.
Quando você deixou de me amar
Aprendi a perdoar
E a pedir perdão.
E vinte e nove anjos me saudaram
E tive vinte e nove amigos outra vez.



E amanhã.....ahhh....será a melhor forma de conhecer a verdade de um amor!


Boa Vida para Todos!

Sentimento no mundo: Minha alma está na chuva lá fora....junto com as minhas maos! Lavando a alma e as mãos!

Ao som de: Joss Stone - Right to be Wrong
Degustando: Café forte

by Louise às 12:54 PM 0 Comente aqui

quarta-feira, janeiro 24, 2007

Tô fazendo poesia pra te dar...

Nunca pensei tanto na minha vida como fui obrigada a pensar nos ultimos dias...por um lado foi bom, eu consegui compreender muitas coisas em mim...+ por outro serviu pra eu descobrir que eu estava insistindo de mais em erros....nao pelos erros...+ o pq deles...
Uma vida que até então era tão simples e fácil de lidar...acabou tornando-se intragável por uma ótica que não era a minha e eu acabei acreditando nisso! Acabei vendo a minha vida imprestávelmente e entrei em crise com isso.
Tudo bem que eu errei e errei muito! Tudo bem que eu fiz muita criancisse pra ganhar o doce...e dei muito escandalos pra aparecer....coisas péssimas....e não pensadas....+ simplesmente por querer o bem do próximo...
Tudo bem que isso é uma coisa que estou aos poucos eliminando da minha vida, pq de fato nao me faz bem...
+ não é por isso que a minha vida tem que continuar intragável...num é por isso que eu tenho que me fechar para o mundo, consertar minha vida e depois voltar...
Eu acredito que eu sou muito mais do que isso e que eu tenho muito mais para mostrar....e acredito que nao sou esse monstro que andam me mostrando...
Mudar....mudar....mudar...existem sim muitas coisas em mim que necessitam de mudanças...+ eu cheguei a conclusao que eu nao tenho que mudar só pq fulano ou beltrano quer que eu mude! Quem quiser ficar do meu lado é por merecimento! eu tenho que conquistar as pessoas pelo que eu sou e nao pelo que elas querem que eu seja!
Hoje eu me revolto por isso! Hoje eu estou intragável porr isso!
Eu já escrevi aqui que eu queria ter vivido a vida com mais intensidade em determinados momentos....que aquela conhecida poderia ter sido a melhor amiga e que o melhor amigo poderia terr sido o melhor namorado....e quando eu resolvo viver assim....as pessoas me privam....de amar....de doar...de oferecer....
Hoje eu compreendo que muitos querem de mim mudança por me querer bem...+ tem os que só me querem do lado se eu for PERFEITA...MAGNIFICA...e eu não sou assim...
Hoje eu lamento...hoje eu me emociono...hoje eu perco...hoje eu sofro...
+ é só por hoje...
pq amanhã eu vou ter aprendido com isso...e vou saber ser mais racional e vou tentar amar quem me queira como eu sou e que queira me ajudar caso eu necessite de uma mão e uma direção...
Mesmo que no fundo...no fundo....eu queria ser compreendida hoje! tão somente hoje...e queria poder olhar pra trás....e ver q do lado dos passos que eu deixei na areia...tenha outro par de passos...e eu realmente acredito que assim eu aprrenderia e cresceria mais...mesmo com tudo isso...eu me apego é na minha mais fiel realidade...

Sentimento no mundo:

Uma luz....bem dentro do meu olhar....

Ao som de: O sol está lá - Fernando Martins
Degustando: Ar da cidade

by Louise às 4:51 PM 0 Comente aqui

quinta-feira, janeiro 11, 2007

sete quadros-sete-sentidos-sete vidas


E hoje eu lembrei da existência disso aqui....
e incrivelmente hoje eu precisava tanto desse colo...
e hoje eu to tao perto + tao perto das idéias que sempre compartilhei aqui que matando um pouco as saudades dos meus textos...eu percebi idéias tao atuais...que eu encabulei!
Hoje minhas palavras têm direçao certa e minha mente....ahhh....está embaralhada!

O que é certo diante teus olhos? o que é errado diante os meus? Eu descobri que tudo posso naquele que me fortalece e assim andei tomando atitudes que desafiam minha personalidade...

Tanta gente querendo buscar no mundo explicacoes que só vai encontrar realmente dentro de si...parando e escutando sua alma...nao há lugar na face da terra que é capaz de responder meus devaneios...e olha que eu já busquei respostas bem longe do meu mundo real...

e eu nao tenho tempo a perder mais....pq eu sou mais presente do que passado e eu só quero e preciso viver e crescer e crescer e mais....e voar e voar...e é isso a minha vida...

e eu to cansada de insanidade....mediocridade....e mente nao sã...e eu sei que as palavras são uma arma sem mira...e eu relembro os primeiros seres existentes na terra...que desenvolveram a visao para a sobrrevivencia...e eu faço um paralelo justificando que as palavras nao têm vida longa e assim eu relaxo...

e eu to cansada de soberba...e hj eu só quero me elogiar...pq aqui eu posso...e aqui eu sinto necessidade...

e inicia o ano mais perfeito da minha viida...um divisor de aguas...e quem sabe o inicio de uma vida plena...

e a vida nesse momento nao me é mais descartável....

e eu regozijo amorr....amor real...certo e saudavel!

Boa vida a todos!

Sentimento no mundo: Que venha vida, que venha 2007

Ao som de: Perfect - Alanis
Degustando: Café forte

by Louise às 4:27 PM 1 Comente aqui

terça-feira, agosto 29, 2006

Desgatando...


Cada dia que passa compreendo que há inocentes demais flutuando nessa aldeia global.
Quando era criança e até pouco tempo acreditava fielmente que eu era esperta, inteligente e capaz o suficiente para enfrentar os percalços da vida...
Descobri que o maior mau da humanidade chama-se dinheiro e consequentemente o poder.
Queria de verdade fazer os votos de castidade....assumir a pobreza, espirito comunitário...quem sabe assim seria mais feliz.
Definitivamente não quero poder na minha vida....


Escrito por Louise Moreira
Ao som de: Tania Mara - se quiser
Degustando Tridente Hortelã

by Louise às 1:38 PM 0 Comente aqui

quinta-feira, agosto 10, 2006

MEU FUTURO É O AGORA



Em algum lugar, em algum momento, am alguma situação eu encontrarei algo que almeijo + não sei!
Sabe aquela sensação de trabalhar, sonhar, sentir e viver por algo que você não sabe?

FUTURO

Dele nada sabemos e Sem ele não viveremos!

Confiamos demasiadamente em nosso futuro e esquecemos da nossa essência! É incrivel como sonhamos, como temos metas a serem alcançadas...em um futuro promissor!

Até hoje vivi sobre a égide do presente para o futuro assim como, plante agora o que colherá amanhã....

E descobri que isso é errado...é mais uma peça que a vida nos prega!

Tudo bem que dependemos do futuro para ver resultados + temos que cuidar insistentemente do HOJE, do AGORA e do PRESENTE!

Com o presente, eu vivo, eu sinto e eu trabalho! É aqui que eu sei o que eu faço e é aqui que eu tenho força e controle da minha vida!
Então meus amigos, se querem mudar, sem querem trocar a roupa da sua vida e redesenhar seus propósitos...faça como eu estou fazendo:

Viva o presente e tenha boa vida!


Escrito por: Louise Moreira

Ao som de Maná - Te solte la Rienda
Degustando Agua Fria

by Louise às 10:17 AM 0 Comente aqui

quinta-feira, agosto 03, 2006

PANDORA


Eitaaaaaaaaa.....

10 dias maravilhosos....fizeram de mim uma nova pessoa!
Estava lembrando agora do meu curto período de férias...do quão perfeito foi estar com os amigos, primas, mãe, pai, vovó, vovô, mano, tia...
do tanto que eu voltei ao tempo dormindo na minha cama de criança, pescando no lago...
do quanto fui feliz nos braços de quem ainda me ama...apesar da distância...
Recordo ainda que minha cadela só estava me esperando pra dar adeus e descansar em paz, merecidamente depois de 8 anos bem vividos!
E foi pensando nela que lembrei do conto da caixa de Pandora, para quem não conhece, que pesquise na internet e compreenderá do que estou falando!
As vezes precisamos abrir nossas caixinhas de pandora e espalhar alguma coisa, ainda que insensato, nesse mundo que vivemos!
Hoje minhas palavras sem fundamentos e minhas entrelinhas sem conclusão não têm dedicatória...
Hoje meu coração está em paz, minha auto estima tranquila, minha saúde explêndida e minha aurea...ahhhhhhhhhhhhhhhh...está brilhando!
Estou de volta ao meu rebanho, ao meu mundo real e intriseco!

Boa vida para todos!!!!


Sentimento no mundo: Saudadessss....

Escrito por: Louise Moreira

Ao som de Perfect - Simple Pan
Degustando tic tac extra forte

by Louise às 5:27 PM 0 Comente aqui

sexta-feira, julho 21, 2006

AMIGOS!















Andei observando minhas amizades ultimamente....
mais do que isso....analisando!

Percebi que tenho mais amigos que imaginava, ajoelhei e dei graças a Deus por isso!
Falo de amigos mesmo, que eu posso contar com o que der e vier....

Percebi também que gasto um bom tempo do meu dia com esses amigos e que quando não faço isso meu dia fica mais vazio!

Quantas vezes deixei de dormir pra ser cumpanheira num filme, num sorvete, num açai, num bate papo no telefone ou no msn, tendo que dar o ombro....

Quantas vezes deixei de dormir pra ser cumpanheira numa balada, num casamento....meu Deus, meus amigos estão casando e eu só ficando pra madrinha! kkkk....e até mesmo em velórios...

Vi que é preciso tempo para cuidar de cada amigo como se fosse o único e que tenho executado essa tarefa brilhantemente....

Até porque amigo é amigo....num é como família, que de certa forma, temos a obrigação de ser irmãos, filhos, sobrinhos, netos...e temos a obrigação também de dar amor por ser família!

Amigo é dar sem receber
é mais que doar... e num é investimento.....só faz bem a alma! Nada + que isso!

esse texto de hoje num é pra eu jurar e jurar....que sou a melhor das melhores amigas....a mais perfeita.....não sou e não quero ser!

as entrelinhas são para os que sentem necessidade de doar....e se sentir bem!!


Escrito por Louise

Degustando Café e apreciando mané pelado.

Ao som de Cannonball - Damien Rice

by Louise às 3:48 PM 0 Comente aqui

terça-feira, julho 11, 2006

Vidaaaaaaaaaaa


As vezes a vida parace uma comédia...uma triste comédia...
Pessoas que um dia foram importantes por demais em nossas vidas hj são importantes para outras e assim por diante...
As lembranças que ficam...são à ferro e fogo....
Outro dia escrevi que o amor é perigoso....hoje confirmo essa teoria...é tão perigoso e é tão fácil de doar...
ô vontade de voltar a fita da minha vida em determinados momentos e vivê-los com intensidade...
aquele amigo que poderia ter sido o melhor namorado...
aquela conhecida que poderia ter sido a melhor amiga...

Saudade d++++ de viver gente!

Escrito por Louise

Ao som de se vc disser que sim - Franciele
degustando agua fria!

by Louise às 10:20 AM 2 Comente aqui